quinta-feira, 11 de junho de 2009

Apresentando: the new family!

Bem, em primeiro lugar eu queria agradecer o apoio das meninas que comentaram sobre meu último post. Muuuuuuito obrigada: Larissa, Nadja, May, Carlinha e os meus xuxus, Su e Carlinha Fernandaaaa. Vcs entenderam muito bem o que eu quis dizer, e foi muito bom ver que não fui só eu que fiquei indignada com aquele comentário.

Queria também aproveitar a oportunidade pra agradecer os comentarios de todas as meninas que sempre aparecem por aqui. Não sei o nome de todas agora, mas é muito bom ler vcs dizendo que gostam do meu blog e que ele ajuda voces de alguma maneira (apesar de eu passar semanas sem aparecer por aqui...rs). E sei que tem gente que visita sempre mas não comenta...comenteeeeem! Vcs nao sabe quanto é bom ler os comentários de vcs!

PS: Ronaldo, vc é meu irmão e sei que vc lê todos os meus posts. Toma vergonha nessa cara e deixa um comentario pelo menos, nem se for pra promover o novo disco do seu "som" :)


Ok, vamos começar o post então...hehe
Fiquei de apresentar a minha nova família...mas não quero colocar fotos explícitas apresentando cada um, então vou falar um pouco de cada e as fotos virão no futuro...

O mais velho é o Jake, ele tem 11 anos. Pra mim foi diferente lidar com um menino bem mais velho quando cheguei. Já tinha trabalhado com uma menina dessa idade, mas é claro que é tudo muito diferente. Ele é superindependente e muito educado. Não dá trabalho absolutamente nenhum! Eu só preciso falar a hora de ele se trocar pras atividades....baseball, lacrosse, hebrew school...garoto ocupado!! Ele é muuuuito inteligente, homework pra ele é fichinha. Tá sempre fazendo piada dos irmãos e é muito legal ver que ele ta quaaase na adolescencia mas nao chegou na fase chata ainda.

A do meio é a Rachel, de 8 anos. É um dooooce de menina, nunca vi igual. Super educada, fala please e thank you pra tudo. Também é muito sensível, chora quando acha que me magoou, dá uma dó!! Ela adora brincar comigo, vive pedindo pra eu jogar com ela, até quando eu to off hahah. Só dá um pouco de trabalho na hora do homework, mas é só eu insistir que ela vai.

O menor é o Spencer, de 4 anos. Ahhhh, menininho porreta! hahah Ele é inteligente além da conta, é incrível! Lembra de absolutamente tudo que acontece a cada momento, coisas de semanas atrás, NADA passa por ele. É mimadiiiinho, mas não chega a ser chato por isso. Tá me testando, claro, eu já acostumei com esse primeiro período...acho q já to mestre nessa idade! hahah. Ele sabe ser muito carinhoso, mas ainda não consegui quebrar as barreiras dele....Eles tiveram uma babá antes de mim por 5 anos, e ele é muuuuito apegado nela, então tá sendo mais difícil. Mas as coisas estão melhorando devagarinho.

Os pais são médicos, ótimas pessoas. O pai mal fala comigo, mas é uma pessoa boa, dá pra perceber. A mãe é toda fofa, fala alto, é entrona, mas muito legal. Trabalhar aqui é muito tranquilo, ela até fica em casa alguns dias, mas não tem problema nenhum, porque ela não é superexigente comigo, e quando quer alguma coisa de mim, pede, o que eu adoro...nao gosto de ter que ficar adivinhando as coisas. Eu dirijo bastante as crianças pras atividades, então quase nunca fico parada, o que eu adoro tb!

Estou muito bem aqui, infinitamente melhor do que em Wisconsin. As vezes fico chateada com alguma coisa que acontece, mas só de lembrar como eu estava la em Madison, ou pelo que passei naquelas ultimas semanas lá, tudo passa. Estou muito agradecida por estar aqui, e não tenho coragem de reclamar de nada.

Olha, tenho que dizer que uma coisa eu aprendi dessa história toda. E essa vai pras aupairs que ainda estão no Brasil, ou pras que estão fazendo o application. Todas nós enfeitamos nosso application um pouco, isso é fato. Mas quando estava preenchendo o formulário do rematch, eu pensei: quer saber, vou ser totalmente sincera. Absolutamente. Não vou colocar nada do que eu acho q eu poderia ser, ou que queria ser. Não coloquei que adorava ficar horas brincando com as crianças. Coloquei a verdade: que era organizada, responsável, boa motorista, boa com horários e bem humorada...e adivinha? Arrumei uma família ótima, que precisava justamente disso. A menina que estava aqui antes de mim, disse que era tinha experiencia dirigindo e nao tinha...resultado: rematch.
CONCLUSÃO: seja voce mesma, seja sincera! Coloque os seus pontos fortes, mesmo se vc achar que não seja grande coisa. Sempre tem uma família procurando por coisas diferentes, e vai ter uma procurando exatamente por você!

Bjobjo

5 comentários:

Ronaldo (o irmão) disse...

Sim senhora:

HELLo ! :)

Cori disse...

Realmente mentir no application e' de lascar. A pessoa poe que tem carta ha 5 anos so que esquece de falar que dirigiu 3x na vida inteira...que adianta???

Parabens pels nova family!

Kesita disse...

que absurdo! Eu tinha comentado no outro post e meu post sumiu =(

Fico feliz que vc esteja muuuito bem!
Saudades piculica

Beijos

Nathy Almeida disse...

vc ta vindo de ferias com a gente?
EBAAAAAAAA!!
adorei a noticia =]
mal posso esperar por essas ferias, se nao fosse essa bentida viajem eu ja tinha voado de volta pra casa.

Larissa N. disse...

Ótima dicas, é bom mesmo pra gente encontrar uma família que se adeque ao máximo ao nosso perfil, igual eu, acho que não me sentiria muiiito confortável cuidando de um boy de 11 anos, mas é pq eu cuidei de três primos meus, quando estavam nessa idade, respectivamente. Daí peguei a idéia que eles não respeitam ngm e respondem a tudo, além de acharem que ELES estão certos. Mas isso vai muito da criação tbm...
E que fofo, deve ser a coisa mais linda ver uma menininha de 8 anos agradecendo por tudo, isso é raro por aqui tbm, haha
E não precisa agradecer não... au pairs unidas, só a gnt sabe [msmo que esteja beeeem no comecinho] como é o sentimento de uma au pair, acho que só quem sabe como é, já passou por isso, ou tem o mínimo de interesse em saber como é a vida de uma au pair, entende.
E eu smp passo por aqui e nunca comento, vou comentar mais então, é bom mesmo ler os comments

Beeeijos